Tenente do Exército enciumado mata namorada e fere irmã e amiga após farra em botequim
Iarla Lima Barbosa
 
Carro do militar na garagem onde mora, ainda com a vítima

Um militar do Exército, identificado como segundo tenente José Ricardo da Silva Neto, de 22 anos, é acusado de matar a própria namorada dentro do carro, na companhia de duas amigas da vítima. A informação é de que o casal se envolveu em uma discussão por ciúmes em um bar, na Avenida Nossa Senhora de Fátima, na zona Leste de Teresina. O crime ocorreu por volta de 1 hora da madrugada desta segunda-feira (19).

Os quatro estavam de saída do Bendito Boteco e, já no carro, ele fez os disparos. A namorada morreu no banco da frente do veículo. A irmã dela e uma amiga também foram atingidas e sobreviveram. Elas conseguiram fugir do carro.

Os tiros foram dados dentro do carro e atingiu uma das amigas na cabeça de raspão e a outra foi atingida no braço e no lado direito do tórax. Elas foram socorridas e encaminhadas ao Hospital de Urgências de Teresina (HUT).

O oficial temporário foi preso horas depois do crime no apartamento que reside, no bairro Santa Isabel, zona Leste de Teresina, ferido. Ele também efetuou um disparo na própria coxa e está no hospital Prontomed, onde passou por cirurgia e deve ficar internado por cinco dias.

O corpo da namorada estava dentro do veículo, no estacionamento do condomínio. A Polícia Militar foi até o local e conseguiu que ele se rendesse entregando a arma usada no homicídio.

O comandante do 2º Batalhão de Engenharia e Construção, coronel Alessandro da Silva, em nota, informou que o tenente é temporário e se apresentou o serviço no 2º BEC em agosto de 2014 oriundo do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de Recife e que em dezembro conseguiu autorização para possuir uma pistola .380, no entanto, lhe foi negado o porte de arma, solicitado por duas vezes.

“Nos solidarizamos com as vítimas e seus familiares, desde o ocorrido temos buscado contato para prestar todo o apoio que se fizer necessário. Informamos, ainda, que o 2º BEC está apurando o caso e que tomará as medidas administrativas e disciplinares pertinentes à ocorrência”, declara o coronel Alessandro.

Exército divulga nota

O comandante do 2º Batalhão de Engenharia de Construção, coronel, Alessandro da Silva, divulgou nota se solidarizando com os familiares das vítimas dizendo que o acusado encontra-se custodiado pela PM/PI, no Hospital Pronto Med, em Teresina/PI, para ser atendido, devido a lesão que ele mesmo causou em sua coxa direita, com a arma de fogo e que não corre risco de morte.

Segundo o comandante, o tenente Silva Neto se apresentou pronto para o serviço, no 2º BEC, em agosto de 2014, oriundo do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de Recife. Em 12 de dezembro de 2014, obteve a autorização para adquirir uma pistola Taurus .380. Solicitou o porte de arma, em 2016, e lhe foi negado em duas ocasiões, pois o argumento apresentado era pouco consistente.

 

Comentários

Notícias Relacionadas

Comparada à Lava Jato, "Operação Pastor" deve prender mais políticos no Piauí e em Brasília
Tenente do Exército enciumado mata namorada e fere irmã e amiga após farra em botequim
No primeiro dia de audiência 12 testemunhas da morte de cabo do Bope são ouvidas
Polícia Federal desarticula no Piauí bando que desviou R$ 1,15 milhão
Carro de jovem desaparecido é achado incendiado em Timon; polícia faz perícia em corpo
TV JORNAL DA CIDADE
Untitled Document
Heráclito Fortes é hostilizado por petistas ao chegar a Teresina
Mais Videos

Untitled Document

Por Safira Bengell: Badalações em Teresina e no Rio de Janeiro
O Boato de Enéas Barros
QUEM REALMENTE MANDA NO BRASIL?
Socorro!!!

Untitled Document

Diego Albert Web Desenvolvimento

Mapa do site


Jornal da Cidade 2003-2011 © Todos os direitos reservados.
É permitido a reprodução do conteúdo deste portal desde que citado com fonte.