Últimas
  Jogos da seleção mascaram os problemas do país de picaretas // Bagunçado // Delegado diz que roubo foi arquitetado por alguém da Igreja do Padre Tony // Quem faltar durante Copa terá salário descontado // Ladrões roubam a grana da Caminhada da Fraternidade //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
FMS fez mais de 120 mil atendimentos odontológicos



A Fundação Municipal de Saúde (FMS) realizou 121.267 atendimentos odontológicos na atenção básica em saúde este ano. Os serviços de odontologia tem sido expandidos na capital. Ao todo, foram realizadas 82.110 consultas agendadas, 32.490 consultas foram realizadas sem marcação prévia e 3.862 atendimentos de urgência nas unidades básicas de saúde da capital este ano. Também foram dadas 2.805 orientações em nível de saúde bucal nos consultórios das UBSs.

Entre os atendimentos, 3.817 foram em gestantes e 821 pacientes com necessidades especiais. "No mundo atual temos que avaliar nossos pacientes como um ser humano completo e não somente no aspecto bucal. Neste sentido, é de extrema importância sabermos junto com o médico dos nossos pacientes sobre sua história de saúde geral. Em toda a atenção básica de saúde se torna rotina o relacionamento de nossa equipe de odontólogos com os médicos das Equipes de Saúde da Família”, expõe a odontóloga da Gerência de Saúde Bucal da Fundação Municipal de Saúde, Suyá Mendes.

Entre o público infantil, 2.915 crianças menores de 3 anos foram atendidas na área de odontologia da Atenção Básica de Saúde. Já entre os idosos, houve 10.412 com mais 60. Além disso, foram fornecidas nas Unidades de Saúde municipais 24.731 escovas dentais, 683 cremes dentais, além de 74 fios dentais.

Prevenção

A FMS realizou em 2017 diversas ações alusivas à Semana de Prevenção ao Câncer Bucal. As unidades de saúde municipais desenvolveram palestras, rodas de conversas, buscas ativas e distribuição de material educativo com a temática.

Segundo site do Ministério da Saúde, o câncer de boca é ocasionado por tumores malignos que acometem a boca e parte da garganta. Pode se desenvolver nos lábios, língua, céu da boca, gengiva, amígdala e glândulas salivares. “A pessoa precisa procurar um dentista se encontrar manchas brancas, vermelhas ou escuras na boca. Se encontrar também feridas que não cicatrizam em até 15 dias, inchaços e regiões endurecidas, mobilidade de dentes devem ficar em alerta. Se tiverem dificuldade de engolir, mastigar, falar, mover a língua ou mesmo abrir a boca, precisa procurar um odontólogo. Nódulos e caroços no pescoço também são indicativos para câncer bucal”, expõe a odontóloga Suyá Mendes.

O fumo e o álcool são os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer da boca. Pessoas que fumam e consomem bebidas alcoólicas excessivamente têm maior risco de desenvolver o câncer de boca. O risco aumenta quanto maior for o número de cigarros e de doses de bebidas consumidos. A falta de higiene bucal e a alimentação pobre em vitaminas e minerais, principalmente em vitamina C também são fatores de risco. A exposição excessiva ao sol também aumenta o risco de desenvolvimento do câncer do lábio.

O exame rotineiro da boca feito por um profissional de saúde pode diagnosticas lesões no início, antes de se transformarem em câncer. Pessoas com mais de 40 anos que fumam e bebem devem estar mais atentas e ter sua boca examinada por profissional de saúde (dentista ou médico) pelo menos uma vez ao ano. Profissionais de saúde treinados dos Centros de Especialidades Odontológicas, CEO, e de postos ou centros de saúdepodem realizar o exame.

Centros de Especialidades Odontológicas

Já tiveram início as obras para a reforma e ampliação dos serviços na nova sede do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) da Rua Sete de Setembro, que passará a atender na Avenida Barão de Gurguéia. O novo espaço vai receber melhorias estruturais e ampliação nos serviços oferecidos à zona Sul de Teresina.

Com a mudança de espaço, o CEO dobrará o atendimento, passando de quatro cadeiras odontológicas por turno de atendimento para oito – ou seja, ele mudará sua classificação de tipo II para tipo III. “O CEO tipo II permite uma produtividade mínima de 350 procedimentos por mês, ao passo que para o tipo III este número sobe para 605 procedimentos”, esclarece o gerente de Saúde Bucal da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Giovanni Telmo.

Segundo o gerente, além da melhoria em estrutura e atendimento, o objetivo da obra é permitir uma descentralização no atendimento odontológico especializado, permitindo uma maior acessibilidade à população dos bairros da zona Sul. O CEO oferta especialidades como periodontia, endodontia (tratamento de canal), cirurgia oral, prótese dentária e atendimento à pessoa com deficiência.

Teresina possui ainda outros dois CEO, na faculdade Uninovafapi – inaugurado este ano – e no Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo. Esta previsto para o primeiro semestre de 2018 o início da reforma e ampliação deste último, que passará de seis para oito cadeiras por turno de atendimento e também passará de tipo II para tipo III.

Para ter acesso a estes serviços, o usuário deve procurar a Unidade Básica de Saúde da sua área, onde é iniciado o tratamento, e ele será referenciado para o centro de especialidade. O agendamento da primeira consulta deve ser realizado na UBS, de acordo com a oferta de vagas das diversas especialidades. Consultas de retorno e entre especialidades são agendadas no próprio CEO.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com