Últimas
  Governadores querem posicionamento de Bolsonaro sobre armas // Mais um golpe contra o consumidor: luz mais cara // Mais um morto na rodovia da morte na Br-135 no PI // Prefeito de Campo Maior atrasa pagamento de vereadores // Grupo VemArt apresanta espetáculo em Teresina //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Paes Landim também perde a direção do PTB no Piauí

O ex-deputado entregou a sorte ao goveernador Werllington Dias

Pressionado e descanteado do partido político desde sua derrota para retornar à Câmara Federal como deputado, o agora suplente José Francisco Paes Landim, declarou que deixará o PTB. Ele reclamou da falta de consideração de membros do partido pela sua história na política.

Ex-presidente da sigla no Piauí, ele comentou sobre a relação com o ex-senador João Vicente Claudino, que reassumiu o diretório, e negou qualquer ressentimento. “Não tenho nada contra ele, mas às pessoas ligadas a ele, sim”, declarou.

Quanto ao novo rumo partidário, Landim diz que está analisando as propostas de diversas siglas e não descarta a possibilidade de se filiar ao MDB, declarando ter uma boa convivência com Themístocles Filho e filiados.

VIDA POLÍTICA

Considerado decano da política piauiense e habilidoso com os conchavos, Landim saiu do PDS e migrou para o PFL e, a partir de sólido arrimo político-familiar, foi eleito deputado federal em 1986, 1990, 1994, 1998, 2002, 2006, 2010 e 2014. Filiou-se ao PTB a convite do ex-senador João Vicente Claudino. Filho de deputado estadual viu seus irmãos, Luiz Gonzaga Paes Landim e Paulo Henrique Paes Landim exercerem a mesma função e, um terceiro, Murilo Antônio Paes Landim, que também foi prefeito de São João do Piauí por duas vezes.

Em 17 de abril de 2016, Paes Landim votou contra a abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos. Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista. Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do então presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.

Sempre convicto de que jamais seria derrotado nas urnas, Paes Landim fazia ouvido de mercador quando era questionado sobre o seu comportamento político superado e arcaico. Chegou a dizer a jornalistas que tinha cacife político devido a envolvência da sua família no interior do Piauí que sempre lhe elegia.

Desta vez o tiro saiu pela culatra e foi cassado nas urnas das eleições de 2018. Já vinha sendo preterido pelos correligionários pela inoperância à frente do PTB, já que não apresentava mais o mesmo desempenho político partidário, chegando inclusive a ser desprezado pelos dirigentes do partido, como o próprio João Vicente Claudino, deputado Nerinho e Janaína Marques, para deixar a presidência do PTB no Piauí.

Como suplente, espera agora a boa vontade do governador Wellington Dias (PT), para encaixar na vaga de um deputado federal que possivelmente será chamado para compor o secretariado no Estado.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com