Últimas
  Governadores querem posicionamento de Bolsonaro sobre armas // Mais um golpe contra o consumidor: luz mais cara // Mais um morto na rodovia da morte na Br-135 no PI // Prefeito de Campo Maior atrasa pagamento de vereadores // Grupo VemArt apresanta espetáculo em Teresina //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Familares de Beth Carvalho no Piauí­ lamentam sua morte



Elizabeth Santos Leal de Carvalho (Beth Carvalho), a grande intérprete que o Brasil perdeu neste 30 de abril de 2019, nasceu no dia 5 de maio de 1946 no Rio de Janeiro. Era carioca da gema, do caldeirão, situado entre a Saúde e a Gamboa, mas tinha raízes no Piauí, onde reside grande parte dos seus familiares.

Beth Carvalho era filha de João Francisco Leal de Carvalho e da carioca Maria Nair Santos Leal Carvalho, esta excelente pianista clássica. A avó paterna da cantora era Maria da Ressurreição Leal (Ressu Carvalho), uma baixinha morena, alegre, divertida, animada, simpática, gentil. Morava na Rua Grande (hoje Álvaro Mendes), em Teresina.

A casa dela vivia sempre cheia de rapazes e moças. Era muito especial. É o que se poderia taxar de uma agitadora cultural, uma locomotiva da sociedade teresinense da época. Organizava as quermesses da Igreja de Nossa Senhora do Amparo, as festas juninas na Praça Rio Branco, a Caravana dos Reis, os blocos carnavalescos.

O governador do Piauí João de Deus Pires Leal (Joca Pires) tocava flauta. Para melhor aprendizado, estudava música na casa de Ressu Carvalho que, além de professora, tocava violão e bandolim. Era muito querida e respeitada pelos músicos da cidade.

Ressu Carvalho era casada com o Dr. Antônio Mendes de Carvalho, o Dr. Tote Carvalho, reputado dentista, formado pela Faculdade da Bahia, em 1905, filho de João Francisco de Almeida Filho, nascido em 1846, em Cabeceiras, e de Cândida Josefina Mendes, também de Cabeceiras. Exerceu a profissão em Teresina, no interior do Estado e no Rio de Janeiro. Foi diretor da Mesa de rendas e da Recebedoria do Estado. Nasceu em Porto, hoje Luzilândia, em 1880, e faleceu no Rio de Janeiro, em 1955. 

Filhos do casal: João Francisco, 1911, Amaryllis, 1913, Antônio Mendes Filho (1915 - foi promotor público em Porto Alegre, onde foi assassinado), Hannibal Cézar, 1916, Carlos Mendes, 1917, Gardênia, 1918, Maria Angélica, 1920, Edelweiss, 1921, Eglantine, 1923, Glycinia, 1925, Glycinia Clara Leal de Carvalho, 1929.

As filhas de Ressu Carvalho e do Dr. Tote Carvalho eram amigas de Elisinha, pintora, filha de Dr. Manoel Sotero Vaz da Silveira, negro, elegante, e de Carmosinha, clara, muito simpática. Ele foi um dos médicos a atender o Dr. Lucrécio Dantas Avelino.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com