Últimas
  Governadores querem posicionamento de Bolsonaro sobre armas // Mais um golpe contra o consumidor: luz mais cara // Mais um morto na rodovia da morte na Br-135 no PI // Prefeito de Campo Maior atrasa pagamento de vereadores // Grupo VemArt apresanta espetáculo em Teresina //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Justiça diferente



Dizem que ser pobre não é fácil e parece que a cada dia isso fica mais “visível” em nosso país, principalmente com os acontecimentos que estamos vivenciando e acompanhando nos últimos anos.

Na justiça dizem que preso que não tem curso superior deve ir para a cela comum, ou, para casos de ameaça de morte entre os presidiários, brigas de facções etc., para uma área ou cela diferente. Mas o que vemos acontecer em Curitiba, com o maior ladrão, analfabeto, preguiçoso etc. batizado de Luis Inácio não é isso.

Na justiça, em recente decisão do supremo, ficou determinado que para mãe com filho menor, deve ser concedida prisão domiciliar para que a criança não fique apartada da mãe e esta possa acompanhar e orientar no seu crescimento.

Dia 26 do mês passado, abril, o governador do estado recebeu uma das ministras do supremo e na ocasião autorizou o funcionamento de uma casa para a gestante privada de liberdade acompanhar seu filho nos primeiros seis meses de vida.

A mulher do ex governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, está em prisão domiciliar, mesmo sendo reconhecida como bandida, corrupta etc., mas com uma singela diferença: não é pobre.

Assim, a cada dia que passa temos uma justiça menos justa e mais diferente. Para o rico, tudo é possível, para o pobre simplesmente cadeia e pronto. Mas o que mais me chamou a atenção foi esse nosso governador não ter perguntado por qual motivo as presidiárias com bebês não poderiam ter o mesmo tratamento que a mulher do Cabral. O nome disso é isonomia.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com