Últimas
  Milhares de brasileiros acionam o Procon contra a Eletrobras // Ambulantes voltam a ocupar ruas do centro // Lula previu sua prisão na primeira campanha presidencial // MP denuncia esquema de propina na PM do Piauí // Governo manda servidor se virar sobre empréstimos //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Brasileiro faz doação a procurador que ganha salário pouco

Aqui, a besta fera do procurador gastador

Ainda repercutem no país, os reclames do procurador da Justiça de Minas Gerais Leonardo Azeredo dos Santos, que chamou de “miserê” um salário de R$ 24 mil, onde recebeu, em média, R$ 68 mil líquidos entre os meses de janeiro e julho. O valor soma salário, indenizações e outras remunerações.

Levantamento feito no Portal da Transparência do Ministério Público mostra que o procurador recebe R$ 35.462,22. Com descontos, o valor vai para cerca de R$ 24 mil líquidos. Mas, nos sete primeiros meses deste ano, indenizações e outras remunerações “engordaram” o contracheque do procurador.

Os dados revelam ainda que em janeiro os valores foram ainda mais alto. Além do rendimento líquido total, de R$ 23,803,50, o procurador recebeu indenização de R$ 42.256,59, e o valor de R$ 21.755,21, relativo de outras remunerações retroativas/temporárias.

Em janeiro, ainda segundo os dados que constam no setor de transparência do MPMG, os valores foram ainda mais alto. Além do rendimento líquido total, de R$ 23,803,50, o procurador recebeu indenização de R$ 42.256,59, e o valor de R$ 21.755,21, relativo de outras remunerações retroativas/temporárias.

Assista ao vídeo do lamento da besta fera

Entenda o caso

A indignação da besta fera do procurador veio à público e causou revolta dos mais de 180 milhões de brasileiros que ganham salário mínimo. Na conversa, o procurador diz que salário de R$ 24 mil é ‘miserê’. A declaração foi dada numa reunião para discussão da proposta orçamentária do Ministério Público de Minas Gerais para 2020, realizada em agosto.

“Estou deixando de gastar R$ 20 mil de cartão de crédito e estou gastando R$ 8 mil. Pra poder viver com os R$ 24 mil. Eu e vários outros já estamos vivendo à base de comprimido, à base de antidepressivo. Estou falando assim com dois comprimidos de sertralina por dia, e ainda estou falando deste jeito. Se não tomasse, ia ser pior do que Ronaldinho”, afirmou Santos em tom exaltado.

Em nota, o Ministério Público de Minas Gerais informou ao portal G1 que não há nenhum projeto em andamento sobre adoção de benefícios pecuniários para a carreira de procuradores e promotores de Justiça, nem de servidores, em função da grave crise financeira do estado.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com