Últimas
  Prefeitos do Piauí usam dinheiro público e ficam sem o FPM // PT não tem candidato e vai se contentar com "laranja" // Esse timeco envergonha o torcedor brasileiro // Turistas perdem final de semana com praias sujas de óleo no Piauí // Segurados do IASPI são humilhados na consulta //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Ambulantes voltam a ocupar ruas do centro de Teresina

Pedestres estão ficando sem espaço paa transitar

As ruas do centro de Teresina começam a ser novamente ocupadas pelos camelôs ao se aproximar o período natalino. Quase já não existem mais calçadas livres para a passagem de pedestres e clientes que transitam pelo centro comercial. A prefeitura de Teresina a tudo assiste, mas nada faz.

Em 2009, a prefeitura retirou os ambulantes para novos espaços criados em pontos estratégicos no Centro colocando boa parte dos ambulantes em um galpão na Rua Riachuelo, onde existem 330 vagas para vendedores, mas apenas 80 estão ocupadas.

“Os vendedores saíram daqui porque o espaço é inapropriado. Fica afastado da região central e as vendas não compensam, também já estou pensando em sair e procurar outro lugar para vender minhas mercadorias”, revelou a ambulante Ana Resende.

No Shopping da Cidade, outro local construído pela prefeitura para abrigar os ambulantes, a situação é diferente. “Aqui quase não temos mais evasão e ao contrário disso, temos diariamente pessoas realizando o cadastro de reserva a espera de vagas”, descreveu o administrador do shopping Gustavo Cronwell de Carvalho.

O problema é que não há espaço para todos no shopping. “Consegui autorização da prefeitura para vender cafezinho aqui na rua, mas é muito burocrático e muitos colegas se arriscam a vender seus produtos de forma ilegal”, afirmou a vendedora Ana Nazaré.

De acordo com o gerente de fiscalização da Superintendência de Desenvolvimento Urbano da região Centro/Norte, a gestão municipal está buscando mecanismos para implantar novos espaços e evitar a ocupação desordenada.

Alguns vendedores estão insatisfeitos com as vendas nos locais apropriados. A prefeitura diz que não irá permitir a presença de camelôs nas ruas do centro, mas 10 anos depois, as ruas e calçadas voltaram a ser ocupadas. Os vendedores alegam que as vendas são fracas nos locais destinados a eles, e o crescimento de novos vendedores ambulantes só crescem desordenadamente.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com