Últimas
  Prefeitos do Piauí usam dinheiro público e ficam sem o FPM // PT não tem candidato e vai se contentar com "laranja" // Esse timeco envergonha o torcedor brasileiro // Turistas perdem final de semana com praias sujas de óleo no Piauí // Segurados do IASPI são humilhados na consulta //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Jornalista afirma que Caetano Veloso é pedófilo

Jornalista faz denúncia grave, mas não tem credibilidade

Acostumada a publicar notícias falsas e na maioria das vezes, sem fundamento, tão somente para aparecer, a jornalista independente Fernanda Salles Andrade, que mora em Belo Horizonte-MG, fez recentemente acusação ao cantor e compositor baiano, Caetano Veloso, de que é pedófilo pelo fato de ter mantido relações sexuais com sua ex-esposa, Pala Lavínia quando esta tinha apenas 13 anos de idade.

No vídeo publicado pela jornalista, ela ainda faz alusão a outros tipos de costumes brasileiros que não representam a verdadeira situação do país e do seu judiciário. A jornalista que assina texto com informações falsas sobre uma jornalista do Estado de S. Paulo no site Terça Livre, ocupa cargo no gabinete do deputado estadual Bruno Engler (PSL), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Assista ao que ela diz no vídeo



O site reúne ativistas conservadores e simpatizantes ao governo Jair Bolsonaro e, recentemente atribuiu falsamente à repórter Constança Rezende a declaração “a intenção é arruinar Flávio Bolsonaro e o governo”, ao tratar da cobertura jornalística sobre as movimentações suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-motorista do senador e filho mais velho do presidente.

A nomeação de Fernanda para atuar no gabinete de Engler foi publicada no dia 2 de fevereiro. Segundo dados da ALMG, ela recebe salário de R$ 6.543,69. Após a nomeação para o cargo, Fernanda assinou dois textos no site Terça Livre que trataram de atividades ocorridas na Assembleia.

Há duas semanas, ela assinou um texto com o título “Deputado do PT defende ideologia de gênero sob forte protesto na ALMG”, em que descreve a participação do deputado Betão em uma comissão que debatia, segundo o texto, “ensino de gênero e sexualidade para crianças a partir dos 6 anos de idade”. No Dia Internacional da Mulher, outro texto de Fernanda diz que um evento na assembleia promovia “doutrinação ideológica”, e registra a entrega de panfletos a crianças e adolescentes.

 




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com