Últimas
  STJ suspende farra do dinheiro público a magistrados do Piauí // Ata Notarial de usucapião Extrajudicial em Favor do Sr. Ronaldo Alves da Silva // Acaba greve e ônibus voltam a circular em Teresina // Ciro diz que governador o mandou para a oposição // Governador vai exonerar todos os agregados de Ciro //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
 
Governador do Piauí diz que Bolsonaro não termina mandato

Governador do piauí, Wellington Dias

Em entrevista concedida ao jornal espanhol El País, divulgada nesta segunda-feira (18/05), o governador Wellington Dias (PT) fez uma avaliação do governo Bolsonaro e considerou que será muito difícil para o presidente concluir o mandato porque a União não cumpre o que promete no combate ao coronavírus.

— Não será fácil para ele, pelo estilo, nem para o Brasil, porque, mais do que qualquer período de nossa República, nós precisamos de um presidente com capacidade de articulação, de integração — afirmou Dias, mencionando ainda a dificuldade do presidente em manter diálogo com os demais poderes.

Questionado sobre o tempo em que o governo Bolsonaro ainda resiste Wellington não quis estimar e disse que isso cabe ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal.

Tratando especificamente das quedas de Mandetta e Teich, o governador piauiense diz que quem perdeu foi a ciência. “Para mim, quem caiu não foi o ministro Mandetta. Quem caiu não foi o ministro Nelson Teich. Quem caiu foi a ciência. Seguir a ciência no Brasil é uma proibição”.

Até o momento, o Piauí tem uma das menores taxas de mortos por milhão de habitantes no Brasil em decorrência da covid-19, são 18 óbitos a cada um milhão de moradores. O ranking é liderado por Amazonas (296), Ceará (155), Pernambuco (136) e Rio de Janeiro (130). A média do Brasil é de 67. Em isolamento social desde 18 de março, os piauienses ainda não têm prazo para voltar a circular normalmente pelas ruas da cidade. “Não estou na onda de abrir o comércio só por abrir”, diz o governador.

Na entrevista concedida por telefone ao EL PAÍS, Dias afirma que o Governo federal não cumpriu suas promessas no auxílio aos Estados durante a pandemia, diz que falhou ao confiar na ajuda que viria da União e ressalta que a crise já tirou 36% da arrecadação de seu Estado, e que não será fácil para ele, pelo estilo, nem para o Brasil. Porque, mais do que qualquer período de nossa República, nós precisamos de um presidente com capacidade de articulação, de integração.

Fazer o enfrentamento do coronavírus integrando Estado, Município e União, os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, o setor privado e com outros países não é fácil em momento nenhum. Imagina sem essa capacidade de articulação, de diálogo. É impossível.

 




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com