Últimas
  Enfermeiro acusado de estuprar cunhada é preso // Desmatamento, a resposta inesperada // Tutores da eleição de Dr. Pessoa são alvos da Polícia Federal em Teresina // Problema mundial // Menosprezaram Dr. Pessoa, diz deputado Themístocles //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
Justiça pode cassar prefeito Kim do Caranguejo

Prefeito Kim do Caranguejo acusado de comprar votos para se reeleger

A comissão provisória do Partido Social Democrático (PSD) de Luís Correia ingressou com Ação de Investigação Judicial Eleitoral pedindo a cassação do registro da candidatura do atual prefeito do município, Kim do Caranguejo, e de seu vice, Irmão Cajado, que estão sendo acusados de abuso de poder econômico e compra de votos.

A ação foi ajuizada junto à 91ª Zona Eleitoral após a exposição de um caso envolvendo o candidato Irmão Cajado, que nesta semana, foi acusado de estar comprando votos, após ser divulgado um vídeo onde aparece uma agenda que supostamente pertenceria ao vice de Kim do Caranguejo.

“Circula nas redes sociais um vídeo (em anexo) no qual consta um caderno de anotações, com compromissos firmados (compra de votos de todas as formas: exames, postes, carradas de água, chafariz) supostamente de propriedade do Francisco Rodrigues Cajado Júnior vulgo ‘Irmão Cajado’, que deixou cair na rua este caderno”, consta na ação.

Assim, na avaliação do PSD “os investigados estão extrapolando os limites de uma disputa eleitoral lícita e justa, afetando a legitimidade e lisura das eleições, os ora representados, prometeram vantagem pessoal ao eleitor, com a finalidade de obterem seu voto. Assim, as condutas praticadas pelos investigados beiram à desonestidade e violam a legitimidade das eleições no Município de Luís Correia-PI, com o fim de desequilibrar a disputa eleitoral”.

Diante disso, o partido pede na ação a cassação do registro da candidatura de Kim do Caranguejo e de seu vice, Irmão Cajado, bem como a decretação da inelegibilidade de ambos para as eleições dos próximos oito anos.

A comprovação do crime

Vídeo

O vídeo citado na ação judicial havia sido divulgado pelo jornalista Herbert Sousa nesta quinta-feira (12). No registro, um homem identificado como Jean exibe uma caderneta com anotações que supostamente seria do candidato a vice-prefeito de Luís Correia, Irmão Cajado, que já se manifestou a respeito do caso, negando ser o dono da agenda divulgada nas redes sociais.

Transcrita do portal GP1




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com