Últimas
  União Brasil lança Silvio Mendes a Prefeito de Teresina // Vaza vídeo inédito do Lula subestimando brasileiros // Apagão cibernético atinge o mundo e para tudo // TCU quer explicações sobre farra com dinheiro na UFPI a ministra // Morre compositor piauiense Clodo Ferreira em Brasília //
 

www.jornaldacidadepi.com.br
 
INSS informa a exclusão de benefícios de aposentadoria



 

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) está em processo de notificação, por meio de aplicativos e do App do banco, de aproximadamente 4,3 milhões de aposentados e pensionistas. Isso porque, essas pessoas não foram localizadas nas bases de dados do governo federal, o que as coloca em risco de terem seus salários bloqueados. O alerta abrange indivíduos nascidos nos meses de janeiro, fevereiro e março em todo o país, totalizando 4.351.557 beneficiários que precisam comprovar que estão vivos.

É importante salientar que, a necessidade de comprovação de vida surge devido à ausência de informações atualizadas sobre esses beneficiários nos bancos de dados públicos do INSS. Consequentemente, eles estão com a prova de vida em atraso.

Nesse contexto, a instituição está tomando medidas para garantir que todos cumpram esse requisito fundamental. Enfim, para proporcionar uma compreensão mais aprofundada sobre esse tema de grande importância, elaboramos este texto completo. Nele, reunimos todas as informações necessárias para que você evite contratempos no recebimento do seu benefício.

E, é realmente essencial estar ciente dessas notificações e seguir as orientações fornecidas para garantir a continuidade dos pagamentos. Portanto, continue a leitura e esteja bem informado sobre as medidas necessárias para regularizar sua situação junto ao INSS.

Garantindo a continuidade do pagamento do INSS: dicas para evitar o bloqueio salarial

Evitar que o salário do INSS seja bloqueado é uma prioridade para qualquer cidadão beneficiário. Assim, para tornar a análise mais prática, desde janeiro do ano passado, a responsabilidade da comprovação de vida passou a ser da Previdência Social.

 

A fim de realizar esse processo, o sistema público começou a realizar cruzamentos de dados em diversas plataformas para identificar os beneficiários. Caso, durante esse cruzamento, não sejam encontradas informações sobre um aposentado ou pensionista, ele será convocado para comprovar que está vivo e assegurar a continuidade do recebimento do seu salário.

Esse procedimento pode ser efetuado de três maneiras distintas:

  • App do Meu INSS: é possível realizar a prova de vida por meio do aplicativo, desde que o beneficiário tenha sua biometria cadastrada no TSE ou Denatran;
  • App do banco que recebe o salário: para quem recebe o benefício por meio de um banco, é viável utilizar o aplicativo da instituição, desde que a biometria esteja devidamente cadastrada;
  • Presencialmente em uma agência da Previdência ou agência bancária: o beneficiário também tem a opção de comparecer pessoalmente a uma agência da Previdência Social ou do banco responsável pelo pagamento.

É importante ressaltar que, passados 60 dias após as notificações enviadas via aplicativo, Central 135 e/ou notificação bancária, sem a devida comprovação de vida, o pagamento poderá ser bloqueado.

 

Portanto, é essencial que os beneficiários fiquem atentos aos prazos e optem pelo método mais conveniente para garantir a continuidade do recebimento do seu salário do INSS.

Quais outras opções eu tenho como prova de vida?

Garantir a continuidade do recebimento de benefícios previdenciários exige que os aposentados estejam bem informados sobre as diversas formas de comprovação de vida. Dessa forma, evitar problemas futuros com a prova de vida requer conhecimento acerca dos serviços e tarefas aceitos como validação do status vital.

Então, como mencionamos anteriormente, uma opção segura é acessar o aplicativo Meu INSS ou aplicativos certificados para realizar a prova de vida de maneira digital. Além disso, a biometria é uma ferramenta eficaz, seja no recebimento do pagamento do benefício, na realização de empréstimos consignados ou durante a assistência presencial em uma agência do INSS.

A realização de perícia médica, seja de forma presencial ou remota, também é considerada como comprovação de vida.

Da mesma forma, estar imunizado ou receber atendimento em instituições de saúde, tanto públicas quanto privadas, é reconhecido como prova de vida pelos órgãos previdenciários.

Outras atividades cotidianas são igualmente válidas para esse propósito, como por exemplo:

  • Se cadastrar ou recadastrar-se em órgãos de trânsito ou segurança;
  • Atualizar as informações no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Emitir ou renovar documentos como RG, passaporte e carteira de trabalho.

Por fim, a declaração do Imposto de Renda configura-se como mais uma alternativa aceita como prova de vida.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação

Os atigos assinados são de responsabilidade dos seus autores

 


Conheça Teresina


Fale Conosco
O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:(86) 99436-5070 ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br