Últimas
  MP-PI vai multar candidato que descumprir protocolo // Mulher diz ter engravidado de padre que não assumiu relacionamento // Pelé 80 anos: vida longa ao rei do futebol // Elmano emprega esposa de Kassio Nunes no Senado // Lourdes Melo não presta conta e PCO perde dinheiro //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
Sem garantias, motoristas de ônibus continuam a greve


O caso foi para o dicídio coletivo. Greve já dura 110 dias de paralização

Após assembleia realizada nesta segunda-feira(06) no sindicato dos trabalhadores rodoviários do Piauí (Sintetro) decidiram manter a greve que já dura 52 dias e pedem garantias ao Ministério Público do Trabalho (MPT) para cumprir o acordo de retorno das atividades a partir de amanhã(07). 

De acordo com o atual presidente do Sintetro, Ajuri Dias, os motoristas e cobradores concordam em retornar a circulação da frota, como recomendou o procurador do Ministério Público do Trabalho, João Batista Machado, desde que ele dê garantias de que os empresários do setor não retirem o plano de saúde e o ticket alimentação da categoria. 

“Existe um impasse, os trabalhaddores querem retornar, só que eles querem que o Ministério Público do Trabalho garantam em documento a questão dos benefícios, porque da forma como está sendo proposto não tem nenhuma garantia de que depois da suspensão será garantido o plano de saúde e o ticket. Se eles garantirem em documento essa questão ou assinar a convenção coletiva de trabalho, a gente retorna o trabalho”, destacou Ajuri 

O Sindicato dos Empresários do Transporte Urbano de Teresina (Setut) havia informado, que pagaria plano de saúde e ticket a partir de setembro, mas os trabalhadores não querem passar o mês de agosto sem assistência. 

A proposta apresentada pelo Sintetro é que a Prefeitura de Teresina subsidie o mês de agosto para que seja pago. 

Os motoristas e cobradores também reivindicam um protocolo de segurança no retorno das atividades, com máscaras, álcool em gel, tela de película ao lado dos motoristas e na frente dos cobradores.

Ainda nesta segunda-feira, os trabalhadores tentam conversa com o Ministério Público do Trabalho (MPT) para fazer o intermédio com os empresários. 

Na semana passada, o procurador informou que a circulação seria de 70% da frota nos horários de pico, com três horas pela manhã e três no final da tarde de noite e nos demais horários seria de 30%. A previsão é que o retorno seja nesta terça-feira(07).




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 99942-2747 - (86) 3222-5832 - (86) 99520-1308, ou pelos E-mais:
vilsonsanttos@bol.com.br
nilson_1@hotmail.com