Últimas
  Kajuru mete a peia em Gilmar Mendes, do STF // UFPI pede reforço de ônibus à Strans para volta às aulas // Bolsonaro vai aumentar teto do seguro-desemprego // Presidente do TJ anuncia concurso para breve // Chegam ao Piauí as doses para imunizar crianças //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
 
Estradas do Brasil estão péssimas. No Piauí estão piores

A situação no Piauí é a pior do país

Cerca de 53,3% da malha rodoviária pavimentada no estado do Piauí possuem algum problema e são consideradas regulares, ruins ou péssimas, é o que revela o levantamento divulgado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) na última quarta-feira (1).

Ao todo, o estudo analisou 3.446 km de rodovias federais e os principais trechos de estradas estaduais, que representam 3,2% do total pesquisado em todo o Brasil, e avaliou outros elementos, como a qualidade da pavimentação das pistas. 

Segundo a pesquisa, mais de 46% das rodovias federais que cortam o Estado apresentam algum tipo de problema relacionado ao pavimento. Considerando a sinalização, quase 59% da malha rodoviária piauiense foi classificada como regular, ruim ou péssima.

O estudo também constatou que o traçado simples predomina em quase toda a malha rodoviária piauiense. Também falta acostamento em 38,5% dos trechos examinados, bem como a falta de sinalização em áreas com curvas perigosa foi constatada em 71,6% do total.

A pesquisa CNT ainda identificou 118 pontos críticos nas rodovias que cortam o Estado, sendo 100 trechos com buracos maiores que um pneu.  Para a confederação, as condições do pavimento nas estradas do Piauí geram um aumento no custo operacional do transporte em quase 30%.

Além disso, a entidade estima que só este ano haverá um consumo desnecessário de 26,6 milhões de litros de diesel devido à má qualidade do pavimento da malha rodoviária no Estado, um desperdício estimado em mais de R$ 117 milhões aos transportadores.

Ainda de acordo com a CNT, os investimentos necessários para recuperar as rodovias no Piauí, com ações emergenciais, de manutenção e de reconstrução, totalizariam cerca de R$ 1,1 milhão.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 9936-5070 ou pelos E-mail:
vilsonsanttos@bol.com.br