Últimas
  Bolsonaro: inquéritos de Moraes são imorais // TSE nega acesso a dados de eleições // Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago hoje // Procurador quer suspender União Brasil, partido de Sílvio Mendes // 14º salário do INSS pode ficar só para 2023 //
 


www.jornaldacidadepi.com.br

 
O assédio que veio da Caixa

Todas as semanas temos, no Brasil, um fato que sacode o país com algum evento que toca a todos de forma a não nos deixar passar em branco pelo evento, sem que a indignação tome conta de todos.

A semana que passou tivemos a revelação do assédio que saiu dos altos gabinetes executivos da Caixa Econômica Federal e que culminou com uma serie enorme de interrogações de como esse fato possa ter acontecido sem que atitudes procedentes fossem tomadas, de acordo com os parâmetros adequados para evitar os mesmos.

A notícia escandalosa que nos chegou foi a de que, ninguém mais do que o presidente da Caixa Econômica Federal, tinha o maníaco habito de aborrecer sexualmente assessoras de seu gabinete.

Cumpre observar, nesse caso, que as importunadas não eram mulheres adolescentes, indefesas ou inocentes que não soubessem como se defender das ações do inconveniente executivo.

As molestadas poderiam, livre e democraticamente, ter procurado a Delegacia da Mulher, apresentado uma denúncia do que se passava no interior daquele local de trabalho que essa instituição policial está preparada para dar início a uma investigação precisa a fim de pôr fim ao desconforto proporcionado pelo insano chefe que não conseguia controlar os seus instintos sexuais mais primitivos.

Partindo da premissa de que as senhoras que trabalham naquele posto de trabalho, são pessoas muito bem estruturadas intelectualmente, concursadas, portanto com estabilidade no trabalho, não deveriam ter receio de perder o cargo de trabalho. Por que não denunciaram às autoridades competentes os fatos, tão logos os insolentes aborrecimentos começaram?

Temos assistido nos telejornais, mulheres com suas imagens e voz distorcidas a fim de preservares as suas identidades como se não tivessem sido vítimas do desconforto de um insólito e covarde ato de comportamento inoportuno vindo de um despreparado ocupante de um cargo tão elevado como a presidência de um banco do nível da Caixa Econômica Federal. 

Todas as estórias que estão sendo apresentadas explicam, mas não justificam tanto tempo de atitudes desajustadas vindas de uma pessoa que ocupava um cargo de tão importante relevância no cenário da administração bancária nacional!

De onde vinha tanto medo e receio de levar esse caso às autoridades que poderiam pôr um ponto final a esse descalabro administrativo?

Muito estranho tudo isso! Por que só agora?

artigosbsb@gmail.com
04/07/2022.




 







A notícia em Primeiro Lugar

Uma publicação do
Instituto Nonato Santos e
VND - Comunicação
Rua Tiradentes, 1358
(86) 3222-5832

 



Fale Conosco

O nosso propósito é levar a informação a todos os recantos do Piauí, do país e do mundo, com imparcialidade e respeito.

COMO ANUNCIAR

Para anunciar no Jornal da Cidade, basta ligar para:

(86) 9936-5070 ou pelos E-mail:
vilsonsanttos@bol.com.br